News

Citizen - São Paulo

Publicado em 18/05/2018


Com a mistura sempre interessante entre acordes carregados de peso e distorção, melodia e riffs em escalas menores e introspectivas durante os versos, o Citizen trouxe uma série de canções que mostram por que essa banda é um dos nomes mais destacados em uma cena que curte o emo revival dos anos 90. A variação entre o melódico e linhas rasgadas e encorpadas do vocalista Mat Kerekes é uma constante durante o show e faz jus ao estilo do quinteto.O repertório seguiu com “The Summer”, “Fever Days” e “In The Middle Of It All”, uma das músicas mais interessantes do lançamento mais recente do grupo, o disco As You Please, onde Mat se divide entre suas funções vocais e o controle de alguns samples que permeiam a música. O repertório inclusive se dividia dessa forma por toda a sua extensão, com a banda alternando entre músicas do disco Youth (o favorito dos fãs) e canções de As You Please. O segundo disco, Everybody Is Going To Heaven ficou um pouco esquecido, sendo que a banda só executou duas músicas dele: “Numb” e “Cement”.Talvez como uma forma de agradecer aos paulistanos pela cordialidade, o Citizen saiu do script e improvisou mais uma música no bis, após pedidos da plateia. A banda disse que esse tinha sido o show favorito deles da turnê até então e terminou o set definitivamente com a música “How Does It Feel” e uma série de sorrisos estampados na cara por ter conquistado mais uma cidade no mapa e deixado os fãs igualmente satisfeitos.



Fotos por: Gabriela Klein / Flavio Santiago